18 de maio de 2008

“O amor é o milagre da civilização”




Li em algum lugar, não lembro onde e nem sei seu autor que “A idade não nos protege contra o amor. Mas o amor, até certo ponto, protege-nos contra a idade”. Achei inteligente a frase e pus-me – o que não é novidade – e refletir. É fato que um Amor novo deixa a pele de qualquer ser humano mais bonita. Nas damas, o efeito é ainda mais doce. Estamos carecas de ver mulheres de todas as idades contando suas felicidades amorosas em belo tom de voz e cútis, com cabelos mudados e brilhantes e saúde para dar e vender. Quanto aos homens? Bom, alguns até deixam de ser carecas em nome de um novo sentimento, outros remoçam tanto que nem a família o reconhece mais. Os amigos perguntam qual a fórmula secreta e as outras mulheres passam a olhá-lo com muito mais interesse. Mas, um fato é comum sempre: os comentários. – Nossa, como estás bonito(a)! E a resposta é, quase sempre, uma letra de música sertaneja ”... é o amoor !” E é verdade. O amor modifica as pessoas, as faz mais jovens, mais brilhantes e felizes. Os sorrisos ficam mais sinceros, soltos, dá gosto de ver quando alguém está apaixonado e nós, os mais maduros, logo percebemos que há alguma ação do cupido no ar.
Se tudo dará certo ou não, se haverá a mais plena realização, pouco importa. Só o fato de estarmos apaixonados já basta para que o mundo que até ontem estava cor de chumbo passe a ser amarelo com bolinhas azuis, as nuvens se transformem em desenhos maravilhosos e a lua cheia seja vista como nunca - imensa e radiante. O frio vira aconchego e o calor, motivo para curtir o mar que nunca havia sido visto com esses olhos maravilhados, mesmo que o sujeito já tenha 50 anos. É, o amor faz isso e o faz com todos as pessoas, não tem escapatória. Até o mais sisudo dos mortais deixa-se levar por essa febre, essa leveza, esse não sei que que arrebata, arraza, domina e nos deixa com cara de bobos.
Mas vale a pena. Dizem que amar é também sofrer e não sou eu quem vai negar. Entretanto poderíamos arriscar uma modificação na frase: amar é viver e para viver há que se correr riscos. Risco de parecer ridículo, tolo, de ser julgado vulgar ou até imbecil, imoral, ganancioso, sem caráter. Quantos de nós que nos apaixonamos somos observados por olhares atravessados? Hummmm, ela é mais velha do que ele, aí tem... Ah, mas ela é beeemmmm mais nova, certamente gosta é do dinheiro dele. Ah, mas ele é rico, jovem e bonito, com certeza ela já sabia, por isso se insinuou tanto. Oh, lógico, feia do jeito que é, a grana do pai foi que fez com ele a amasse.
E assim, enamorados corações têm que enfrentar e correr os riscos que o amor apresenta. A sociedade aceita umas situações com mais facilidade do que outras . Se o homem é bem mais velho, tudo bem mas, seu contrário ainda escandaliza um bocado. Injusto: coração não tem idade e nem escolhe por quem se apaixona. Coração que ama só sabe de seu sentimento, nada escolhe e em tudo crê apenas para viver pois é para isso, afinal, que estamos aqui. Ou não? Se o “amor não tem idade, está sempre a nascer”, como afirmou Blaise Pascal, que importa quem nasceu primeiro? Alimentemos nossos amores com as matérias de que são feitos: sentimentos, purezas, trocas, encantos, mimos, tremedeiras, friozinhos na barriga. Um pouco de medo, certa dose de ciúmes ou inseguranças são normais e também servem como tempero mas, que o mais importante seja a aceitação de que se amamos é porque estamos vivos, afinal, “O amor é o milagre da civilização” (Stendhal)

10 comentários:

Karoliny disse...

Como todos os teus textos esse nao poderia ser diferente, ficou maravilho, é muuito importante saber que o amor é feeito do que se sente e nao do que as "mas linguas" falam...

Beeeeeeijos

Edyla disse...

Minha amiga como sempre, retratando a vida como ela é!!
Estou contigo, o amor é isso tudo e mais um pouco: é tão maravilhoso que nem nos importamos com o que vão falar ou deixar de falar, ao menos devíamos, pois feliz daquele que prova desse bálsamo.
Amor o dom da vida.
Um grande abraço e continue amando e sendo amada.

Uma vestibulanda. disse...

É, Rose.. Pena que o meu amor me faz enfrentar situações e aceitar coisas que eu não gostaria. É o amor, né?
Lindo seu post novo. Adorei. E as situações são essas mesmo. xD

Beijão, sua lindona!

Leka disse...

adoorei prof, muito lindo.
beeijos

Roseli disse...

Aline:
professoraaaaaaaaaaaaaa, que crônica linnndaaaaa!!! De certeza essa foi a mais bonita até agora... Perfeeeeeeeeeita!!!!!
beeeijossss prof.
Obrigada, Aline. Tua sensibilidade em comentar sempre me faz muito bem!

ARIMA disse...

nossa, muito bom!
e pra tanta insiparação só pode estar amanda tambem. hien, Prof?!
heheheh... "É O AMOR..."

esse texto foi uns do que eu mais gostei! :) ("é o amor..") hahahah

BEIJAO PROF! ;*

Milena Gouvêa disse...

Lili, maravilhosa a crônica. Um doce. Já pensou se um dia o mundo inteiro acordasse apaixonado? Acho que esse é o melhor sentimento que alguém pode sentir, não é? :)
Quando ao que a sociedade pensa, que se danem todos! O amor é um só, independente do lugar (ou de onde e com quem) ele estiver.
Muitos beijos, lindona. Estive meio ausente porque voltei ao trabalho.. agora tenho menos tempo. Mas vou sempre passar por aqui!
Muitos beijos! :*

Tatiana disse...

Quanto ao amor, Roseli, poderia ser bem o milagre da civilização, como o disse Sthendal, mas nossa civilização não foi contemplada com grandes milagres, mas os pequenos acontecem diariamente, na luta pelo cotidiano, em que teríamos o amor pulando em nossa frente, sem sequer percebê-lo, sinti-lo ou observá-lo. Talvez a sociedade ainda não seja tão felicidade e não esteja pronta para o milagre do amor. Mas quem ama começa por se civilizar.
Abraço Literário!
Tatiana Russo de Campos
(Tatiana Maestro - escritora e leitora)

Anônimo disse...

Realmente, quando estamos amando, tudo muda na gente. Mas quando perdemos, viramos um caco...
Malu
http://euepalavras.zip.net

Juliana disse...

Ah querida...

Belas palavras "há que se correr riscos..." concordo plenamente. è uma pena que muitos privam-se de viver maravilhas por medo de amar, de correr riscos.
Nossa, acho que me inspirei...
Seu blog está ótimo, como tudo que você faz. Parabéns!!!!!!!